A Poesia II

 

 IMG_7932

 

Há quanto tempo não pisas minha mente

Nunca mais perfuraste minha pele

Há quanto tempo não invades meus rabiscos

Nunca mais esmagaste meus olhos

Há quanto tempo não bagunças meus sentimentos

Nunca mais dilaceraste meu coração

Há quanto tempo não ocupas minhas madrugadas

Nunca mais me apareceste para ser destruída

/ minha antiquada visão

Cego estou…

Nunca mais penetraste minh’alma.

 

                                                                                   (Majal-San // 26 04 2017)

Um comentário sobre “A Poesia II

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.